Ainda o 8 de Março

Gulabi-Gang-protest-photo-by-Torstein-Grude

Ana Barradas

Só haverá solidariedade entre as mulheres trabalhadoras se for em volta de uma plataforma revolucionária que está por criar. Mesmo assim, muitas mulheres continuam a ver o Dia Internacional da Mulher como um marco de eleição para reafirmar os seus direitos e pressionar as instituições no sentido do seu reconhecimento. Nas sociedades do nosso tempo, poucos resultados se detectam, porque a desi­gualdade continua a ser um dado essencial. Continuar a ler

Anúncios

Recusar a chantagem

capitalismo1 copy

António Barata

Perante a falência do modelo de “desenvolvimento” abraçado pelas classes ricas e o patronato português com a adesão à União Europeia e ao Euro (traduzido no enriquecimento brutal de uns tantos, no empobrecimento da generalidade dos que trabalham e no endividamento galopante do país), os trabalhadores e o povo português foram colocados perante o falso dilema de aceitar o pacote de medidas draconianas do FMI, BCE e Comissão Europeia “negociado” pelo PS, PSD e CDS ou voltar a negociar esse mesmo pacote, dilatando-lhe os prazos e, se possível, reduzir-lhe os custos, proposta defendida pelos sectores social-democratas do PS e PSD e pela esquerda ordeira (BE e PCP). Alternativa moderada, mas ferozmente atacada pelos partidos da direita e do centro para quem tal era passarem para o lado dos “esquerdistas” e dos “populistas” irresponsáveis, defensores do não pagamento da dívida e a quebra dos compromissos internacionais. Continuar a ler

Falta um programa para as mulheres

feminismo copy

Ana Barradas

Alguns comunistas deixam-se cegar pela indignação ao verem-se compara­dos com quaisquer outros homens no que refere à questão feminina. Com isso não conseguem divisar o que há de verdadeiro nas afirmações segundo as quais também entre eles se reproduzem algumas das taras da sociedade patriarcal. Como tratar na táctica e na acção imediata os problemas concretos da emancipação da mulher, dando-lhes expressão na política, em vez de os adiar para depois da revolução? Continuar a ler

Dani Nabudere e a Economia Política do Imperialismo

Nabudere

Cem Flores

100 Anos de “Imperialismo, Fase Superior do Capitalismo”

O blog Cem Flores retoma, com esta publicação, a sua série de textos sobre os 100 Anos de “Imperialismo, Fase Superior do Capitalismo”, obra fundamental e absolutamente atual de Lênin para a compreensão do capitalismo contemporâneo e sua crise. Obra que também ilumina os caminhos da luta da classe operária no mundo todo.

Continuar a ler

Manifestación por la amnistía el 24 de junio en Bilbo

17 04 20 Manifestación 24 de junio de 20147 copy

Movimiento Pro Amnistía y Contra la Represión

Durante los últimos 60 años la cárcel ha sido, y todavía es, una de las principales herramientas utilizadas por los Estados para condicionar a quienes quieren luchar por la libertad de Euskal Herria, junto a sus dos consecuencias que son el exilio y la deportación, sin olvidarnos de la guerra sucia y la tortura. Continuar a ler

Aberri Eguna 2017 – Independentzia eta Sozialismoa! Borrokak ez du etenik!

Aberri eguna 2017

Askatasunaren Bidean, EHK-Euskal Herriko Komunistak, Eusko Ekintza

A día de hoy, en nuestra opinión, el Aberri Eguna ha acabado convirtiéndose en una celebración meramente folklórica, en algo “normalizado”, como si de una jornada festiva más se tratase, o en un día que aprovechan las fuerzas políticas institucionales para hablar de cuestiones políticas cotidianas. Continuar a ler