Kepa, omenaldiril hoberena, garaipena! / Kepa, el mejor homenaje, la victoria!

Kepa funeral copy

Herritar Batasuna

(Versão em espanhol no fim do artigo)

Kepa del Hoyo ez da espetxean hil. Espetxeak hil egin du. Inor ez da presondegian hiltzen. Presondegiek hil egiten dute, torturatzeko tresnak direlako. Sistema inperialista, kapitalista eta patriarkal honek zapaldu guztion aurka etengabe erabiltzen duen biolentzia mugagabearen beste tresna bat direnez, kartzelak makina hiltzaileak dira. Edonon. Continuar a ler

O pensamento colonial de Jorge Dias

Jorge Dias

Ana Barradas

Há precisamente 40 anos, o Estado Novo supunha que as opiniões políticas de Jorge Dias sobre a situação em que se encontravam as colónias que acabava de visitar, a convite de Adriano Moreira, seriam acima de toda a suspeita, por se tratar de uma figura académica prestigiada, não afecta ao regime e cuja capacidade de análise era reconhecida por todos. Por isso o escolheu para fazer um estudo sobre as “minorias étnicas das províncias ultramarinas”. Continuar a ler

O fim da obediência

china mulhers

Ana Barradas

Vem a propósito de centenário de Mao Tsé-tung recordar os acontecimentos que na China marcaram o espantoso progresso das mulheres promovido pela revolução, que as fez transpor em poucos anos um atraso de séculos. Foi esse prodígio que se repercutiu ao longo de décadas no resto do mundo, rasgando novos horizontes ao movimento feminista e restituindo ao campo revolucionário uma causa que os revisionistas tinham condenado ao esquecimento. Continuar a ler

Reformismo armado só atrasa a revolução

NPA

Ana Barradas

O Novo Exército Popular das Filipinas (NEP), braço armado do Partido Comunista das Filipinas (PCF) – que até bem recentemente esteve em negociações de paz com o governo filipino – executou em meados de Julho um ataque a oficiais do Grupo de Segurança Presidencial, em resposta à decisão do presidente filipino de expandir a lei marcial até o final deste ano de 2017 na região de Mindanau, onde os maoistas têm a sua mais forte implantação. Continuar a ler

“La jerarquía nunca es neutra, es el principio de la explotación”

Untitled-1 copy

Silvia Federici

Escritora, activista y profesora de la Universidad de Hofstra de Nueva York, Silvia Federici es una referente en la economía feminista. Hablamos con ella durante el V Congreso Estatal de Economía Feminista [1] sobre cuestiones como el sistema capitalista, las alternativas soñadas y en marcha, la lucha salarial, el trabajo doméstico, la quema de brujas y el imaginario popular. (Entrevista por Beatriz Plaza y Erika González* para la revista Pueblos)  Continuar a ler

O movimento sindical na crise do capitalismo brasileiro

S‹o Miguel Paulista Ð SP

Cem Flores

Em diversas intervenções recentes o Blog Cem Flores tem mostrado a grande ofensiva burguesa sobre as condições de trabalho, de luta e de vida das classes dominadas no Brasil[1]. A crise do capitalismo brasileiro abriu um novo e duro período no qual a exploração e a opressão da classe operária e demais setores do povo estão se aprofundando rapidamente. Várias dessas derrotas e retrocessos estão sendo sacramentados pelo Estado burguês em novas legislações, fazendo que “direitos” e conquistas de décadas de luta sejam evaporados (oficial e legalmente…) em questão de meses. O objetivo final do capital com tudo isso é a retomada das condições de sua acumulação e lucratividade. Continuar a ler